Crise entre Bornier e Ministério pode respingar na Posse

maio 28 13:48 2015 Imprimir matéria

Bornier quer devolver Hospital da Posse

A falta de investimentos dos governos federal e estadual na Baixada Fluminense, pode agravar a crise na saúde. O prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier, ameaça devolver o Hospital Geral de Nova Iguaçu (Hospital da Posse), para a administração federal. Bornier, exige que o Ministério da Saúde, faça um reajuste nos repasses mensais para o Hospital. Atualmente a Posse recebe R$ 9 milhões. Bornier alega que é preciso mais R$ 6 milhões.

O Hospital da Posse, atende além do município de Nova Iguaçu, os vizinhos Mesquita, Nilópolis, Belford Roxo e Queimados, que estão sem hospitais. Segundo o secretário municipal de Saúde de Nova Iguaçu, Luiz Antônio Teixeira, não há mais como atender a demanda. “Não existem investimentos na área da saúde em Queimados e Mesquita. Os prefeitos estão cuidando apenas do embelezamento das cidades. Em Nilópolis, o hospital municipal funciona precariamente e em Belford Roxo, o hospital foi fechado”, concluiu Teixeira.

De acordo com o site de transparência do Ministério da Saúde, no ano passado foram realizados repasses que chegam a R$ 90 milhões.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, de todos os atendimentos no Hospital da Posse, 35% dos pacientes são de outros municípios.

  Categories:
Veja mais notícias

Autor da matéria

Fabiano Perfil
Fabiano Perfil

Veja mais notícias