Falso playboy tenta aplicar golpe do falso registro no Rio

Falso playboy tenta aplicar golpe do falso registro no Rio
junho 06 18:00 2015 Imprimir matéria
Pedro Henrique Lopes Rêgo

Golpe do falso assalto

O vendedor autônomo, Pedro Henrique Lopes Rêgo, de 25 anos, tentou aplicar o golpe do falso registro de celular na delegacia de Copacabana. O falso playboy, como ficou conhecido, contou aos policiais que foi roubado, mas as informações eram desencontradas e os investigadores desconfiaram da história. O rapaz acabou confessando que era um golpe, só que, para surpresa dos agentes, no dia seguinte ele foi até outra delegacia e fez o registro. E o que é mais grave: chegou a reconhecer o suposto assaltante.

Em depoimento, o falso playboy, explicou que na verdade o telefone caiu dentro de um táxi e não foi roubado e revelou ainda que tinha ido a delegacia fazer o registro para receber um novo aparelho, com o seguro do telefone. Segundo Pedro Henrique, o aparelho custa mais de R$ 2 mil e o objetivo era receber um aparelho novo através do seguro.

Pedro Henrique não conseguiu fazer o registro e foi alertado pelos policiais que aquilo era um crime mas depois foi liberado. Com os dados dele, os policiais decidiram, então, rastrear em outras delegacias e  descobriram que um dia depois, Pedro Henrique foi até a delegacia da Gávea fazer o mesmo registro falso. Lá, ele concretizou a farsa e fez o reconhecimento do bandido por foto.

O falso playboy foi convocado para depor na delegacia de Copacabana, que descobriu a fraude. Ontem (5), com exclusividade no Jornal RJTV 2ª edição, foi ao ar o vídeo onde o acusado confirmou que aplicou o golpe. Pedro Henrique foi indiciado por tentativa de estelionato e denunciação caluniosa. Caso seja condenado, somando as duas penas, ele pode pegar até mais de 10 anos de prisão.

Fonte: G1

  Categories:
Veja mais notícias

Autor da matéria

Fabiano Perfil
Fabiano Perfil

Veja mais notícias