Promotores exigem o fim do nepotismo no Conselho de Enfermagem

Promotores exigem o fim do nepotismo no Conselho de Enfermagem
outubro 06 14:44 2015 Imprimir matéria
Banner Institucional
O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ) expediu recomendação para que a presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/RJ), Maria Antonieta Rubio Tyrrell, demita, imediatamente, Viviane de Castro Ferreira, nomeada para o cargo de confiança de procuradora adjunto de contencioso e administrativo da instituição. Viviane é mãe da neta da presidente do Coren. Ela foi admitida em dezembro de 2014, sem prestar concurso público, e foi promovida duas vezes até chegar ao cargo atual, em julho de 2015.
O MPF entende que se trata de caso de nepotismo. A maior remuneração de Viviane provoca, automaticamente, a diminuição do valor da pensão pago pelo pai da criança, que é filho da presidente do Coren. “Além do laço familiar entre a Presidente do COREN e o filho da contratada, há interesse patrimonial próprio da Presidente e de seu filho em manter tal contratação, desobrigando ou mitigando pensão à criança”, afirma a procuradora Ana Cristina Bandeira Lins, responsável pela recomendação.
A Recomendação requisita resposta em dez dias úteis sobre a medida adotada. Foi instaurado também Inquérito Civil para apuração de eventual ato de improbidade administrativa.
Em 2014, Maria Antonieta, fui homenageada pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), com a Medalha Tiradentes, a maior honraria do estado. A autora da homenagem, foi a deputada estadual Enfermeira Rejane (PC do B).
  Categories:
Veja mais notícias

Autor da matéria

Fabiano Perfil
Fabiano Perfil

Veja mais notícias